DRE: COMO E POR QUE USAR NO SEU NEGÓCIO?
DRE

DRE: COMO E POR QUE USAR NO SEU NEGÓCIO?

A DRE é o demonstrativo de resultados do exercício. Pode ser de um mês, trimestre, semestre ou ano. Isso dependerá da análise que deseja fazer. 

Nele, você obtém um resumo financeiro de todas as operações da sua empresa concentrada em um único documento e mostra se seu negócio teve lucro ou prejuízo. 

Esse relatório servirá como um guia para você gestor que se preocupa com a saúde financeira do seu negócio, pois oferece uma visão ampla e detalhada dos resultados. 

O DRE pode ser um instrumento poderoso para tomar decisões assertivas, permitindo a análise da rentabilidade e crescimento do seu negócio. 

Pensando nisso, preparamos este conteúdo com as principais características de um DRE para você colocar em prática e  fazer uma análise apurada da situação financeira do seu negócio. 

O que é DRE?

A Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) é um relatório contábil que apresenta um resumo da situação financeira da empresa em um determinado período.

A demonstração agrupa as receitas e despesas do seu negócio em categorias mais amplas revelando o resultado líquido de um determinado período. 

A DRE pode ser realizada no período mensal, bimestral, semestral ou anual, isso dependerá de qual frequência você realiza análise de gestão. 

Para que serve a DRE?

A DRE é utilizada para conferir todas as despesas e receitas no período selecionado, chegando ao seu resultado líquido do período e justificando o saldo final. Para isso, a DRE considera os valores de entrada e os valores de saída de um determinado período. 

Assim, o relatório funciona como uma espécie de raio X financeiro, revelando o que está por trás dos números, fornecendo informações para tomada de decisão. As informações permitem verificar quais foram as despesas mais significativas e a conexão entre receita e custos. 

A DRE pode ser usada tanto para o planejamento estratégico do seu negócio quanto para a revisão periódica financeira. 

Vantagens de utilizar a DRE:

  • Fundamento para tomada de decisão assertiva;
  • Visão clara da situação financeira;
  • Visão do fluxo de caixa: revela a pressão dos custos operacionais;
  • Controle preventivo do fluxo de caixa: serve de alerta o empreendedor caso as despesas estejam muito próximas das receitas;
  • Lucro e Margem da operação: mostra quanto cada produto ou serviço rende e como está a lucratividade do negócio.

Como estruturar a DRE? 

A DRE deve ser estruturada da forma mais intuitiva possível, para que todos os gestores possam interpretar os dados de maneira rápida e fácil. Por isso, o relatório deve ser elaborado em um modelo sequencial e lógico (receitas menos dedução de impostos, custos e despesas), o relatório também pode conter os dados contábeis e administrativos.

O Demonstrativo de Resultado do Exercício é estruturado da seguinte forma: 

  • Receita Bruta
  • (-) Deduções e abatimentos
  • (=) Receita Líquida
  • (-) CPV (Custo de produtos vendidos) ou CMV (Custos de mercadorias vendidas)
  • (=) Lucro Bruto
  • (-) Despesas com Vendas
  • (-) Despesas Administrativas
  • (-) Despesas Financeiras
  • (=) Resultado Antes IRPJ CSLL
  • (-) Provisões IRPJ E CSLL
  • (=) Resultado Líquido.

Com a DRE, fica mais fácil agir para corrigir erros em tempo hábil, projetar crescimento, aumentar suas margens de lucro e analisar a evolução do seu negócio

Neste sentido, O Sistema Yuppie oferece uma série de relatórios para agilizar sua gestão, como fluxo de caixa, comissionamento, análise de pagamentos e recebimentos, vendas por corretor e muito mais. 

Se você ainda não analisa o DRE da sua empresa, está na hora de colocar em prática! Se você deseja saber como o Sistema Yuppie pode te ajudar na  gestão financeira do seu negócio, clique aqui e fale com um de nossos especialistas.

Este post tem um comentário

Deixe um comentário